Rouquidão

Beba muito líquidorouquidão

A hidratação é fundamental para a saúde geral do organismo. Beba em média 2 litros de água por dia, de preferência em temperatura ambiente para evitar o choque térmico. Sucos cítricos também são recomendados por aumentar a produção de saliva. Evite o consumo excessivo de refrigerantes, pois os gases produzidos no estômago podem atrapalhar a movimentação do diafragma (músculo responsável pela respiração). Durante a atividade vocal, tenha sempre uma garrafa de água a mão. Tome pequenos goles periodicamente para umedecer a garganta.

Não fume ou fale muito em ambientes de fumantes!

A fumaça do cigarro provoca pigarro, tosse e irrita as pregas (cordas) vocais, podendo causar edemas. Alem disso, o cigarro é, freqüentemente, a causa dos cânceres de pulmão e de laringe.

Não tome álcool em excesso

O álcool, além de irritar a garganta, diminui a sensibilidade devido ao seu efeito anestésico. Sem perceber, você pode cometer abusos vocais e machucar as pregas vocais.

Não use sprays e pastilhas sem prescrição médica

O uso de sprays e pastilhas pode apresentar efeito semelhante ao álcool. Seu poder anestésico pode mascarar a dor na garganta, levando-o a cometer abusos vocais.

Evite tossir ou pigarrear habitualmente

Pigarrear (raspar a garganta) ou tossir provoca um atrito intenso nas pregas vocais. Isto pode machucá-las, quando feito excessivamente. Deve-se procurar um médico para descobrir causa da tosse crônica e tratá-la. O pigarro é um vício muito comum, principalmente, em fumantes. A deglutição de pequenos goles de água, além de limpar e hidratar a mucosa da laringe, ajuda a evitá-lo .

Não grite

No grito ocorre uma enorme "trombada" entre as pregas vocais. Entre os hábitos prejudiciais, é um dos mais agressores. O grito só se justifica quando a sua sobrevivência está em jogo. Fora destas situações, que, esperamos, não sejam muito comuns, evite gritar.

Evite ambientes com ar condicionado

O ar condicionado resseca a mucosa das pregas vocais porque diminui a umidade do ar. Não podendo evitá-lo, intensifique o consumo de água.

Evite o contato com poeira, mofo e cheiros fortes, principalmente se for alérgico

Determinadas substâncias irritam e provocam edema (inchaço) nas mucosas do aparelho respiratório, dificultando a vibração das pregas vocais.

Evite competição com ruído ambiental

Sempre quando estamos em ambientes ruidosos, aumentamos o volume da voz e fazemos esforço para sermos entendidos. Se não for possível diminuir o ruído competitivo ou evitar a situação de fala nestes ambientes, chegue bem perto da pessoa com quem vai falar e articule os sons com precisão. Não se esqueça, porém, que falar muitas horas seguidas, mesmo em ambientes silenciosos, prejudica a sua voz. As pregas vocais, como quaisquer outros músculos do corpo, sofrem fadiga quando submetidas a grande esforço.

Não fale em excesso durante quadros gripais ou crises alérgicas

Quadros gripais ou crises alérgicas podem provocar edema (inchaço) nas pregas vocais. O atrito provocado pela fala pode piorar o quadro e causar danos irreversíveis.

Não fale enquanto pratica exercícios físicos

Praticar exercícios físicos é um hábito muito saudável e deveria fazer parte da vida de todas as pessoas. Porém, durante o esforço físico, ocorre um aumento na força de fechamento das pregas vocais e, falar ao mesmo tempo gera uma sobrecarga.

Evite alimentos pesados e condimentados

Alimentos muito condimentados e pesados dificultam a digestão prejudicando a movimentação do diafragma. Além disso, facilitam o refluxo de secreções gástricas que podem banhar as pregas vocais e feri-las. Pessoas com refluxo gastroesofágico devem consultar um gastroentorologista (especialista nas doenças do aparelho digestivo) para cuidar do problema.

Evite derivados de leite e chocolate antes de iniciar atividade vocal

Derivados de leite e chocolate aumentam o muco e engrossam a saliva, dificultando a articulação das palavras e a vibração das pregas vocais. Se você usa a voz profissionalmente, evite estes alimentos antes de entrar em atividade.

Consuma alimentos fibrosos antes de iniciar atividade vocal

Alimentos como a maçã e o salsão são adstringentes e deixam a saliva mais fininha, facilitando a articulação das palavras e a vibração das pregas vocais.

Use roupas confortáveis

Evite usar roupas apertadas, principalmente na região do pescoço e tórax, que possam atrapalhar sua respiração.

Previna-se contra mudanças bruscas de temperatura

Tanto o excesso de frio como o de calor prejudicam sua voz. Pessoas que vivem em locais, onde a variação climática é muito grande, devem ter à mão uma opção alternativa de roupa para não serem pegas desprevenidas. Isto vale tanto para a queda como para a elevação bruscas de temperatura.

Durma bem

Noites mal dormidas são extremamente prejudiciais à sua saúde e, particularmente, à sua voz. Tente dormir oito horas por noite. Além da quantidade de horas, é muito importante a qualidade do seu sono. Procure dormir em ambiente tranqüilo, em posição confortável, usando travesseiro e colchão adequados.

Evite cantar no período pré-menstrual

Cantoras devem evitar cantar na fase pré-menstrual, pois alterações hormonais causam inchaço nas pregas vocais podendo deixar a voz rouca, pesada ou cansada.