Rinite

Rinite - O que fazer com ela?

Rinite - O que fazer com ela?

O que é Rinite?

É uma inflamação alérgica da mucosa do nariz que pode ocorrer de forma repetida. A causa mais comum é a sensibilização aos alérgenos inalantes, em especial à poeira domiciliar e aos ácaros.

A rinite pode ser alérgica e não alérgica.

 

O que eu sinto quando tenho Rinite Alérgica?

Os sintomas principais são:

  • Espirros repetidos;
  • Coriza líquida, clara e abundante;
  • Coceira no nariz, nos olhos, nos ouvidos, no céu da boca e na garganta;
  • Nariz entupido e congestionado;
  • Olhos vermelhos, irritados, lacrimejando e coçando;
  • Secreção escorrendo da parte de trás do nariz para a garganta, que pode provocar pigarro ou tosse persistente, a chamada gota pós-nasal;
  • Dificuldade para sentir odores ou sabores o que pode influenciar na diminuição do apetite;
  • Tosse crônica noturna;
  • Infecções respiratórias de repetição como sinusites, amigdalites, faringites e otites de repetição.

Antes que você corra para tomar um medicamento para gripe quando apresentar estes sintomas, considere que você pode ser alérgico.

 

Quais as principais causas das Rinites Não Alérgicas?

As rinites não alérgicas podem ser causadas por:

  • Irritantes;
  • Alterações motoras dos vasos do nariz (rinite motora);
  • Uso de medicamentos por tempo prolongado, principalmente os descongestionantes tópicos nasais;
  • Pólipos nasais;
  • Rinites estruturais ou anatômicas.

Por que devo controlar a minha Rinite?

Além do incômodo que ela acarreta no seu dia-a-dia, prejudicando inclusive seu desempenho no trabalho e seu bem-estar, a rinite alérgica é considerada um fator de risco para asma. Estima-se que cerca de 78% dos pacientes com asma têm rinite alérgica associada.

A rinite mal controlada também predispõe ao desenvolvimento de infecções respiratórias de repetição como otites, sinusites e amigdalites.

 

A rinite alérgica tem cura?

Os medicamentos usados não curam a rinite, mas controlam seus sintomas.

O tratamento é baseado no tipo de rinite que o paciente apresenta. Às vezes são necessárias várias tentativas para saber qual o melhor remédio para determinada pessoa, mas existem várias opções e seu alergista vai achar aquela que melhor se adapta ao seu caso. Por este motivo, a prevenção é fundamental.

Evitar o contato com as substâncias que causam alergia é a melhor maneira de ficar sem os sintomas. Faça sempre lavagens nasais com soro fisiológico ou soluções salinas vendidas em farmácias.

 

Existe tratamento com vacinas para a rinite alérgica?

A imunoterapia é eficaz, mas funciona somente em pacientes com rinite alérgica. O paciente deve ter o teste alérgico positivo para os antígenos usados nas vacinas.

A aplicação das vacinas devem seguir critérios médicos e serão usadas por longo tempo. É provável que a necessidade do uso de medicamentos diminua, porém os cuidados ambientais deverão sempre ser mantidos.

 

Quais os cuidados que devo ter?

  • Evitar o contato com as substâncias que causam alergia;
  • Frequentar ambientes limpos e arejados;
  • Fazer sempre lavagens nasais com soro fisiológico ou soluções salinas vendidas em farmácias;
  • Mantenha a casa bem ventilada e limpa; utilize pano úmido e guarde roupas e objetos dentro dos armários, tornando a limpeza mais fácil e rápida;
  • Evite estofados, cortinas, carpetes, bichos de pelúcia e cobertores de lã. Prefira edredons;
  • Usar produtos para higiene pessoal sem odores fortes, corantes ou substâncias artificiais desnecessárias. O sabonete e shampoo de glicerina são os mais indicados;
  • Evite removedores, lustra-móveis, desinfetantes e inseticidas;
  • O colchão e o travesseiro devem ser de espuma e cobertos com capa protetora;
  • Combata a umidade excessiva e focos de mofo;
  • Não fume e não permita que fumem dentro de casa;
  • O melhor é não ter animais em casa;
  • É importante a prática de esportes e ter uma vida normal.


Fontes:
II Consenso de Rinites

Rinite Alérgica – Projeto Diretrizes